fbpx
São Paulo, Jundiai, Campinas e Sorocaba
(11) 3136-0723 / (19) 2660-0705 / (15) 3042-0000
contato@techhelp.com.br

Sites com finais .com.br ficam fora do ar

Um problema estranho afetou diversos sites terminados em .com.br nesta segunda-feira (3): Google, Amazon, Mercado Livre, Itaú, Nubank e várias outras páginas não podiam ser acessadas, seja porque davam erro de DNS ou porque demoravam muito tempo para responder. A falha impactou clientes da Claro/NET, Vivo, TIM e outras operadoras, e parece ter sido resolvida após as 16h30 (horário de Brasília).

Ao tentar entrar em google.com.br, amazon.com.br e outros sites com endereço semelhante, o Google Chrome exibia o aviso de erro DNS_PROBE_FINISHED_NXDOMAIN e a mensagem “Não é possível acessar esse site, não foi possível encontrar o endereço IP do servidor”.

Também podia aparecer o erro ERR_CONNECTION_TIMED_OUT, quando o site demora muito tempo para responder. Vale notar que endereços como google.com e amazon.com não apresentaram problemas, assim como sites brasileiros sem o final .com.br.

O Down for Everyone or Just Me mostra que o problema de acesso esteve nos sites do Itaú, Santander, Nubank, Banco Inter, Mercado Livre, OLX, UOL e muitos outros. Todos eles têm endereço terminado em .com.br; ao conferi-los no serviço, recebemos o aviso “não é só você, ele está fora do ar”.

A falha não parece limitada a uma operadora específica, pois afetou clientes da Claro/NET, Vivo e TIM, tanto na internet fixa como no 3G e 4G do celular. A Cloudflare não aponta nenhum problema no Brasil, nem o AWS ou o Google Cloud.

Alguns sites disseram erroneamente que a falha estava no DNS do Google, aquele dos endereços 8.8.8.8 e 8.8.4.4. Em comunicado ao Tecnoblog, o Google confirma que não identificou problemas em sua infraestrutura de DNS hoje.

Por que sites terminados em .com.br ficaram fora do ar?

Frederico Neves, diretor de serviços e tecnologia do NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR), explica o que aconteceu: “uma chave antiga foi utilizada indevidamente para a assinatura das zonas de segundo nível do .br”. Ele promete que um relatório com os detalhes do incidente será publicado em breve.

Neves afirma que “a situação já se encontra normalizada” e pede que seja feita uma limpeza de cache nos servidores DNS recursivos para acelerar o processo de normalização.

Queixas sobre Google, Mercado Livre, UOL e Amazon se acumularam no DownDetector; o mesmo vale para as operadoras Claro/NET e Vivo. As reclamações diminuíram após as 16h30, indicando que o erro foi mesmo resolvido.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Entre em contato pelo Whats